Comunicações Cientifícas

  • Posted on:  21, maio 2018

A framework for calculating waste oil flows in the EU and beyond − the cases of Germany and Belgium 2015
Fevereiro 2018 | Zimmermann, T. & Jepsen, D. | Resources, Conservation and Recycling | Em impressão

Na União Europeia está estabelecido um quadro legal e institucional para garantir uma reciclagem de alta qualidade e uma eliminação compatível com o melhor interesse público. Para avaliar periodicamente a adequabilidade do enquadramento legal e a sua implementação nos Estados Membros da UE, a situação de fim de vida dos óleos usados ​​requer uma análise periódica. Por, até ao momento, não existir um método consistente que avalie retrospetivamente a eficácia da legislação, este projeto pretendeu desenvolver um quadro metodológico para a análise dos fluxos de óleos usados ​​a nível nacional. Como exemplo, o modelo de cálculo apresentado é aplicado à situação na Alemanha e na Bélgica, em 2015. Na Alemanha, cerca de três quartos do óleo usado recolhido vai para regeneração, enquanto na Bélgica, a maior parte do óleo usado é exportado e regenerado fora do país. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0921344918300582

 

Nano and micro structures produced from carbon rich fly ash as effective lubricant additives for 150SN base oil
Fevereiro 2018 | Salah, N., Alshahrie, A., Alharbi, N. D., Abdel-wahab, M. S., Khan, Z. H. | Journal of Materials Research and Technology | Em impressão

As nanoestruturas de carbono são reconhecidas como excelentes aditivos para os óleos lubrificantes. Entre estas nanoestruturas estão os nanotubos de carbono (NTC) produzidos através de cinzas volantes ricas em carbono, que possuem excelentes propriedades tribológicas no óleo de girassol. Neste trabalho, estes NTC foram testados enquanto aditivos no óleo base 150 SN. Os resultados mostraram que os NTC reduziram significativamente o coeficiente de fricção, em aproximadamente 25%, a uma concentração de 0,1% (em peso). https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2238785417303514

 

Tribological study of imidazolium and phosphonium ionic liquid-based lubricants as additives in carboxylic acid-based natural oil: Advancements in environmentally friendly lubricants
Março 2018 | Reeves, C. J., Siddaiah, A., Menezes, P. L. | Journal of Cleaner Production | Volume 176, pp 241 – 250

Neste artigo é apresentado o potencial de uma nova família de bio-lubrificantes funcionais e ambientalmente sustentáveis, denominados líquidos iónicos à temperatura ambiente (LITA). Foram realizados testes de atrito e desgaste à temperatura ambiente para investigar o uso de LITA à base de imidazol e fosfónio, bem como as funcionalidades tribológicas dos LITA como aditivos em óleos à base de abacate e como fluídos sustentáveis. O uso dos LITA como aditivos no óleo natural revelou que uma percentagem de mistura maior de LITA pode melhorar linearmente o desempenho tribológico. Dependendo do tipo e percentagem de mistura do LITA com o óleo de abacate, o coeficiente de atrito pode ser reduzido até 68,88% e o desgaste até 73,37%. Para além de aditivos, os LITA foram capazes de reduzir o coeficiente de atrito e o desgaste quando usados como fluído lubrificante base. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0959652617330494

 

An identification technology for crude oil and lubricant on simulated sea surface
Março 2018 | Xiaobing, Z., Changqing, C., Xiaodong, Z., Xiang, W., Yinghong, C., Zewei, P., Iong, L. | Optik | Volume 157, pp 1194-1198

Uma tecnologia de reconhecimento de petróleo bruto e lubrificantes recorre à fluorescência de retro-dispersão. Para melhorar as características do tipo de óleo, são seleccionadas duas regiões de comprimento de onda relativamente constantes e os seus rácios de atenuação de intensidade de fluorescência são fundidas num espectro bidimensional. De seguida, duas áreas que representam os dois tipos de óleo são identificadas no espectro bidimensional, e o tipo de óleo pode ser determinado de acordo com a área em que os dados dos rácios medidos se encontram. Os resultados experimentais mostram que as probabilidades de identificação corretas para petróleo bruto e lubrificante pode atingir 96% e 98%, respectivamente. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0030402617315875

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter

Notícias em Destaque

  • Indicadores do 1.º Trimestre de 2018 +

    Já se encontram publicados, no site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), os indicadores de desempenho da Sogilub relativos ao Ler mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5